Los Angeles, Califórnia, EUA

Primeiramente é necessário destacar que o transporte urbano é deficiente, para não dizer inexistente, em Los Angeles. Li que há algumas décadas a GMC comprou as linhas subterrâneas a as desativou, obrigando a população se tornar motorizada. Como não dirijo, deixei de fazer inúmeras coisas que gostaria. Pois fui com 3 colegas com gostos distintos. Não consegui visitar o Moca (com obras do Basquiat), o Lacma (com o famoso "Ceci n´est pas une pipe" do Magritte) e o The Getty Center. Tampouco visitei os estúdios de cinema e a Muholland Drive (amo o filme homônimo do Lynch). Você tem que fazer a locação do carro pelo site da Hertz, depois pegar um ônibus rotativo da empresa no LAX que te deixará nas dependências da locadora. Compre um cartão telefônico por 5 dólares  (farmácia, aeroporto ou liquor store) e fale por longos minutos com o Brasil.

DSC00269

Fiquei hospedada na Sunset Boulevard e não tem como não lembrar de "Crepúsculo dos Deuses", contudo, pelo menos nas proximidades do hotel, não vi glamour. Em Los Angeles você poderá falar espanhol porque será compreendido - até nos mercados, como o Walmart, as pessoas eram bilingues. No centro da cidade quase não via pessoas, apenas carros e carros. Ninguém caminhando...

Os preços em Los Angeles são convidativos, de eletrônicos a comida. Comprei câmera e netbook no Walmart, brinquedos a preço de banana (10x mais baratos que no Brasil)! Ótimas lojas como Bestbuy e Radioshack. Comprei 12 latinhas de pepsi por 2,5 dólares no Target, e um gatorade de 1 litro por 1 dólar! Inacreditável também são os preços de roupas, bolsas e óculos na Ross, dress for less. A única tristeza era pagar 1 dólar na unidade da banana...

A primeira visita foi aquela caminhada básica pela calçada da fama, mas morrendo de fome (só com a comida do avião e do aeroporto de Miami) e nem conseguia tirar fotos (tinha saído do Brasil às 18h do dia anterior e já marcava 17h). Uma passada pelo Teatro Kodak e pelo Teatro Chinês. Ah, se prepare porque o estacionamento (em média 15 dólares) é caro em comparação com o aluguel do carro...


DSC09432 


DSC09420


DSC09371

DSC09373

DSC09398

DSC09377

Um lugar bonito para visitar é Venice Beach (passando por Santa Monica), também cenário de inúmeros filmes, tais como "Eu te amo, cara" e também frequentado por artistas da geração beat e outros famosos, como Jean-Michel Basquiat, Jim Morrison, Julia Roberts e Anjelica Huston. Outro ponto turístico, adequado para ver o famoso letreiro "Hollywood", é o Griffith Park. Dê uma voltinha pela Rodeo Drive...hahaha

 DSC00046

DSC00029

DSC00042


DSC00032


DSC09447


DSC09457

DSC00202

DSC00212

Aproveite também o famoso parque de montanhas-russas, Six Flags - compre o ingresso pela internet e pague a metade do preço. Coma no Farmers Market, um mercado cheio de estilo com comida para todos os gostos.

DSC00565

DSC00548

DSC00543



Links:
www.westland.net/beachcam/

Share:

Disneyland, Anaheim, Califórnia, EUA

Visitar a Disneyland nas férias norte-americanas exige muita paciência: nunca vi tantas crianças no mesmo lugar. Foi o primeiro parque idealizado por Walt Disney, antes da Disney World. O parque fica em Anaheim, no estado da Califórnia. A entrada custou 72 dólares (2009) e o parque fica aberto até 21h

A região tem uma grande rede hoteleira para quem vai para passar as férias, bem como existe o ingresso (muito mais barato) semanal. Como tudo na Califórnia, você precisará de carro para chegar ao parque, não vi ônibus ou vans de turismo por lá.

Existem dezenas de restaurantes (lotados) com comida de vários gêneros. Depois de procurar bastante, já faminta, optei por comida mexicana: um arroz apimentado, burrito e guacamole. Custou 15 dólares.

Cheguei no parque por volta das 15h, pois antes havia visitado o Griffith Observatory. Naquele horário, já não havia fila. O problema mesmo foi conseguir andar nos brinquedos. Se tivesse chegado cedo, não teria titubeado em comprar o Fast Pass, que é um tíquete que dá acesso célere aos brinquedos. Nas quase 6 horas que fiquei na Disneylândia, consegui usufruir apenas das seguintes atrações: Indiana Jones Adventure, Pirates of the Caribbean, Space Mountain e Star Tours. Inacreditável!

Por volta das 20h, assisti a apresentação no castelo da Cinderela e fiquei emocionada. Tem um show de fogos de artifício e a Sininho apareceu voando. Foi a minha primeira vez na Disney, e, para coroar aquele dia, na saída do parque, encontrei o Mickey. Confesso que lacrimejei (hahaha).

DSC00505

DSC00319

DSC00322

DSC00330

DSC00334

DSC00340

DSC00337

DSC00380

DSC00349

DSC00354

DSC00464

DSC00452

DSC00504
Share:

Montevidéu, Uruguai, 2011

Aproveitei para conhecer Montevidéu numa promoção do Smiles. Foram apenas 5 mil milhas ida e volta! O aeroporto Carrasco é pequeno, porém, muito limpo e novo (em comparação com o Galeão e o Guarulhos). Optei por levar reais e troquei apenas o valor para pagar o táxi (cerca de 100 reais!!!), depois fiz o câmbio no centro da cidade. A relação de câmbio é R$1 = 10 Pesos Uruguaios (agosto de 2011). Depois descobri que tem um ônibus turístico que passa no aeroporto e deixa no terminal rodoviário.

Share:

Punta del Este e Punta Ballena, Uruguai, 2011



Punta del Este é a cidade mais turística do Uruguai. Onde o Rio de la Plata encontra o Oceano Atlântico. Durante o inverno a cidade é pacata, portanto, basta comprar um city tour, na rodoviária, ao chegar de COT (empresa de ônibus uruguaia com terminal em Tres Cruces), por 500 pesos (R$50), com duração de 4 horas para conhecer toda a cidade. O guia informou que durante o verão fica intransitável pela quantidade de turistas. Muitos empresários paraguaios, bolivianos, mexicanos, argentinos e brasileiros possuem suntuosas mansões. O Fasano tem um hotel 6 estrelas...
Casapueblo
Share:

Nova York, EUA, 2009

Uma das coisas mais interessantes de fazer em Nova York é visitar a "museum mile", ou melhor, a 5ª Avenida, também famosa por suas lojas imortalizadas pelo cinema e pela TV, como a Tiffany & Co em "Bonequinha de Luxo". Como passar pela Louis Vuitton e não lembrar da Carrie Bradshaw em "Sex and the city" ou pela "Prada" e não lembrar de "O diabo veste Prada"?

DSC01743


Share:

Buenos Aires, Argentina, 2011

Visite também: Tigre, Buenos Aires e (Zoo) Lujan



Buenos Aires é um dos destinos preferidos dos brasileiros por dois motivos: proximidade e valor do Peso argentino em relação ao Real. Resolvi fazer passeios que não tinha feito da outra vez: finalmente conhecer o Zoo Lujan. Andar de Buquebus até Colonia del Sacramento, no Uruguai. Visitar o MAM. Assistir ao show de Tango. Fazer a visita guiada no estádio La Bombonera. O que achei que deveria repetir: a pizza maravilhosa do Banchero, helados Freddo, Café Tortoni.


Share:

Buenos Aires, Argentina, 2009

Visite também: Peru (Cusco, Machu Picchu e Valle Sagrado)

Muitas coisas me chamaram atenção em BA. O “Museo Nacional de Bellas Artes” é incrível: não cobra ingresso e tem um acervo extraordinário. Fiquei de queixo caído com a coleção impressionista, com Pisarro, Monet, Manet, Renoir, Morisot, Degas, Gauguin, Sisley, entre outros. Encontramos ainda Van Gogh, Rodin, Cézanne, Klee, El greco, Goya, Picasso, Tiziano, Rembrandt, Lucio Fontana, e muitos outros.



Share:

Santiago, Chile, 2008

A aterrissagem é incrível, pois sobrevoa os Andes. E a primeira constatação: não existem nuvens no céu e não chove no verão.

Como a viagem foi decidida no fim de semana e voamos na segunda-feira, apenas no ponto de táxi do aeroporto conseguimos encontrar um hotel, com quarto duplo, para dividirmos as despesas e ficar mais barato para ambos. Por incrível que pareça, o hotel era muito bem localizado, perto de todos os pontos turísticos, no “Parque Forestal”, que é um parque linear às margens do Río Mapocho, que corta toda Santiago e abriga os museus MAC e MNBA.

DSC06212

Share:

Translate

Instagram

Publicidade

Booking.com

Marcadores