O meu top 10 - de filmes assistidos em 2015

É preciso olhar o cenário de uma forma ampliada, pois foi um ano que o cinema surgiu com novos paradigmas. Se por um lado os temas são repisados, por outro, encontramos frescor nos questionamentos e na tentativa de implementar novas tecnologias.

A Família Bélier

O longa francês estreou na derradeira semana do último ano, mas só consegui vê-lo em 2015. É um dos filmes que mais emocionaram na vida! Devo ter derramado um oceano. É uma obra sensível e despretensiosa, que mostra uma família caipira unida pelo amor.

 




Carol

O filme é uma pintura. O diretor Todd Haynes primou pela perfeição, seja no figurino, direção de arte, fotografia, trilha sonora. A história de amor foi representada magistralmente pelas atrizes Rooney Mara e Cate Blanchett, que está em sua melhor forma. E ainda, o livro que originou o filme, "O preço do sal", é um marco na literatura, por ser a primeira história de amor gay a ter um final feliz (fica subentendido). 


Beasts of No Nation



Não sabemos por quanto tempo o cinema terá o mesmo formato, mas a distribuição decerto foi modificada pelo Netflix. O seu primeiro filme estreou no site simultaneamente para todos os usuários no globo (nem todos os países possuem a plataforma). A obra retrata uma guerra em algum país do continente africano através dos olhos de uma criança. É possível ver Idris Elba numa atuação notável.



Uma nova amiga


Provavelmente entrou na lista porque aprecio os suspenses do François Ozon e me encanto com o Romain Duris. É uma história surpreendente.


Filha da Índia

Embora esteja longe das grandes premiações, o documentário tem uma importância substancial na luta pelo empoderamento da mulher, pois faz um relato acerca do estupro coletivo de uma estudante de medicina de 23 anos. Na Índia, uma mulher é estuprada a cada 20 minutos!

Perdido em Marte

Esnobei o filme quando passou no cinema, pois a temática espacial ficou tão recorrente nos últimos anos que não me atraiu, no entanto, pude assisti-lo e concluí que é um grande filme. Matt Damon está extraordinário na sua missão de prender a atenção do público em seu monólogo. Tem todos os ingredientes que agrada Hollywood: uma direção impecável, bom roteiro, bom trabalho de efeitos visuais e sonoros.


Tangerine

"Tangerine" é um colírio para os amantes do cinema. Bastou um Iphone nas mãos de Sean Baker (fez "Uma estranha amizade") para transformar o submundo de LA em um grande filme. Lembro-me quando visitei Los Angeles e me hospedei na Sunset Boulevard. Esperava encontrar glamour, por causa de "Crepúsculo dos Deuses" (Sunset BLvd), e encontrei um ambiente perverso. As duas trans estão ótimas e seguem na corrida pelo Oscar! Imagine a felicidade de ver Kitana Kiki Rodriguez ou Mya Taylor indicadas? 


A dama dourada 

Além da marcante atuação da Helen Mirren, o filme me cativou por revelar fatos que desconhecia sobre a História da Arte. Fala sobre a batalha judicial para reaver a obra "Retrato de Adele Bloch-Bauer I", do Klimt, confiscada na época do Nazismo. Quando mencionaram que a obra estava no Palácio Belvedere, fiquei assustada, pois estive lá esse ano para ver "O beijo" e não tinha lembrança visual da "dama dourada".




Divertida mente


É, sem dúvida, o roteiro mais surpreendente da Disney/Pixar. Li que levaram alguns anos para descobrir como representar o funcionamento da mente humana para as crianças. Fui ao cinema, com minha sobrinha, e, para minha surpresa, ficou enfeitiçada pelo filme, ratificando que o esforço dos criadores foi valioso.


Ex Machina 


Se tem uma categoria que não me coopta é ficção científica, mas a película tem um roteiro filosófico com um final inesperado. Narra o teste de um programador com um robô com inteligência artificial. A atriz sueca, Alicia Vikander, deve ser acompanhada nessa temporada (já atuou em "Anna Karenina" e "O amante da rainha"), pois sobressaiu em dois trabalhos que estão em voga (também está na corrida do Oscar por "A garota dinamarquesa"). 




P.S.
Faltou espaço para Táxi Teerã, Malala e Amy (os dois últimos são documentários relevantes).
Existe muita aclamação em relação a Mad Max, que tem realmente uma fotografia linda, um trabalho de som perfeito, no entanto, acho que peca pelo roteiro, mas deve ser indicado ao Oscar de melhor filme e tem chance de levar o prêmio. 
Os filmes mais aguardados para a temporada do Oscar são (que estrearam em 2015):  "O quarto de Jack", "Spotlight: segredos revelados", "Joy: o nome do sucesso", "Steve Jobs", "O regresso", "A garota dinamarquesa", "Youth", "Brooklyn", "Creed", "Carol", "Sicario", "Ponte dos espiões", "Perdido em Marte", "O filho de Saul", "A grande aposta". 
Share:

0 comentários:

Translate

Instagram

Publicidade

Booking.com

Marcadores